logo-home-nova-2

Cuidados com os motores elétricos que aumentam a vida útil dos mancais e rolamentos

cuidados com motores elétricos e manutenção mecânica em motores

Compartilhar artigo:

WhatsApp
Facebook
X
LinkedIn

Mancais e Rolamentos são elementos essenciais em um sistema de transmissão mecânica. Há certos cuidados com os motores elétricos que influenciam diretamente na vida útil destes componentes. Logo, o setor de manutenção deve saber o que fazer para garantir o bom funcionamento dos seus equipamentos.

Aumento no consumo de energia, sobrecarga no motor e o desgaste prematuro dos componentes. Todos esses são problemas típicos que afetam a rotina de trabalho na manutenção de equipamentos industriais.

Por esse motivo as indústrias trabalham cada vez mais com a manutenção estratégica. Para evitar que estes (e outros) problemas aconteçam antes da falha total do equipamento.

Neste artigo, apresentaremos ações de manutenção preventiva em motores elétricos que ajudam a maximizar a vida útil de mancais e rolamentos.

Dessa forma, sua empresa não terá gastos desnecessários em sua linha de produção. Quer seja com o equipamento parado ou com manutenções corretivas não planejadas.

Confira agora os principais cuidados com os motores elétricos que sua empresa deve observar.

1. Cuidados com a lubrificação de motores elétricos e componentes

lubrificação industrial é importante

 

A má lubrificação dos rolamentos do seu motor elétrico, será o início de uma série de problemas em todo processo.

Assim como a durabilidade dos mancais e rolamentos, e a fluidez no movimento do rotor, serão os pontos que mais sofrerão variações devido à má lubrificação.

Sendo assim, esteja atendo a dois pontos importantes:

  1. Utilizar o óleo lubrificante ou graxa conforme indicação do fabricante do equipamento.
  2. Tenha atenção na quantidade certa de lubrificante que é necessário colocar no rolamento e mancal.

O motor emite alguns sinais que apontam a falta de lubrificação adequada. Esteja atento aos seguintes sintomas:

  • Barulho excessivo;
  • Vibrações;
  • Aumento de temperatura;

Os óleos e as graxas especificadas pelo fabricante garantem a viscosidade certa para o correto funcionamento da peça. Além disso, terão a composição química indicada para não agredir componentes como vedações e retentores, por exemplo.

A quantidade certa também deve ser observada. A falta de lubrificação danifica o rolamento e mancal, o excesso também. Por isso, fique atento a quantidade ideal.

As tarefas de lubrificação manual são um grande desafio para muitas empresas. Uma das formas mais acessíveis, seguras e de baixo custo para garantir a eficiência no sistema de lubrificação é a instalação de um lubrificador automático. A utilização dele tem um grande impacto na eficácia da manutenção dos equipamentos.

 

Lembre-se que a lubrificação vai além de reduzir o atrito entre as superfícies em contato. Ela também protege contra sujeira, umidade e calor. Condições em que a maioria dos motores elétricos estão sujeitos.

2. Cuidados com o Alinhamento de motores elétricos

Alinhamento de motores elétricos
Fonte: https://tecmecanico.blogspot.com/2011/10/alinhamento.html

 

O desalinhamento na montagem do motor dificulta que ele chegue em sua velocidade nominal. Como resultado, força todo o sistema a trabalhar além da sua capacidade.

Neste caso, o motor não briga somente com a força de inércia, mas também, com a força de resistência que não deixa o rotor embalar. Desse modo, ele estará sempre trabalhando em estágio de partida.

Quebra de rolamentos, mancais e eixos, são consequências do desalinhamento. Além disso, ocorre o aumento de consumo de energia elétrica.

Para evitar o desalinhamento, observe os seguintes cuidados com os motores elétricos:

  • Utilize métodos de alinhamento mais precisos como o alinhamento a laser;
  • Instale acoplamentos para unir o motor ao redutor;
  • Garanta o nivelamento entre a base do motor e do sistema;
  • Verifique a fixação do motor e dos componentes acessórios.

3. Evite Bloqueio de fluxo do ar

O motor elétrico produz calor naturalmente. Por isso ele é projetado com uma ventoinha do lado externo, que direciona o ar pelas aletas que se encontram por toda superfície da carcaça, ajudando a dissipar esse calor.

No entanto, geralmente, o motor acumula muito pó e sujeira do ambiente onde está. Isso dificulta o movimento da ventoinha e bloqueia o caminho por onde o ar deve percorrer.

No plano de inspeção e manutenção preventiva dos seus motores elétricos, é essencial ter um item dedicado à avaliação do acúmulo de material na carcaça e ventoinha. Assim, evitará que o fluxo do ar não circule.

Da mesma forma ocorre em situações onde o motor está enclausurado ou dentro de casas de máquinas sem ventilação.

O sintoma é basicamente o aquecimento anormal do sistema. Durante a inspeção é prudente utilizar medidores de temperatura (termômetros) para verificar se o motor está superaquecido.

Caso identifique alguma anomalia, uma análise termográfica mais detalhada pode ser necessária. Ela mostra com maiores detalhes qual parte do motor está com a temperatura acima do recomendável.

4. Desequilíbrio do motor

O desequilíbrio também surge do acúmulo de sujeira no propulsor. Ele se caracteriza pelo aumento de peso nas partes girantes do motor. Isso dificulta o movimento do rotor, além de servir como um cobertor, impedindo o correto resfriamento dos componentes.

Outra vez, a limpeza periódica do propulsor evitará este tipo de problema.

5. Cuidados com Isolamento elétrico do motor

A perda do isolamento elétrico pode ocasionar um curto-circuito e até um incêndio em suas instalações.

Isso porque, o acúmulo de poeira na carcaça do motor, além de aumentar a temperatura dos componentes interfere em seu isolamento.

Observe os cuidados com os motores elétricos para evitar que isso aconteça:

  • Faça paradas periódicas para realizar a limpeza de todos os componentes do motor.
  • Instale sensores de temperatura nos motores e monitore os dados periodicamente.
  • Instale alarmes sonoros e visuais de indicação de anomalias.
  • Faça testes para monitorar o nível de isolamento do motor. Utilize canetas detectoras de descargas elétricas.
  • Certifique-se de que a rede de alimentação dos seus motores elétricos, possuem dispositivos de segurança contra sobreaquecimento e curto circuitos.

6. Fixação do motor

Uma boa fixação garante maior vida útil do motor e dos componentes como mancais e rolamentos.

Sempre que houver ruídos excessivos é sinal que de há algo errado. Caso o motor não esteja fixo corretamente as vibrações aumentam.

Para garantir a correta fixação, observe:

O projeto: deve considerar as características do piso onde a carga e o motor serão fixos. Também deve garantir que a superfície consiga manter a fixação dos mesmos e quais elementos de fixação são mais indicados.

Instalação: deve seguir todos os procedimentos indicados pelo projeto para a fixação das partes. Utilizar ferramentas adequadas ou dispositivos de montagem.

Nivelamento: garantir diferenças mínimas entre os pisos da carga e do motor. Atender o que foi dimensionado no projeto.

Elementos de fixação: utilize os elementos conforme indicado pelo fabricante. Porcas, arruelas de pressão, parafusos e calços. Não substitua por materiais de qualidade inferior.

Se houver qualquer irregularidade nos pontos acima, os mancais e rolamentos estarão condicionados a uma força excedente, prejudicial ao seu bom funcionamento e vida útil.

Considerações finais sobre os cuidados com os motores elétricos

Como vimos, há uma série de cuidados com os motores que influenciam em um bom funcionamento e na vida útil dos mancais e rolamentos.

Observe que a maioria deles tem relação com boas práticas de manutenção preditiva e preventiva. Sem dúvida, são modelos de gestão que contribuem muito para melhorar o desempenho das máquinas e equipamentos.

Isso mostra o quanto a manutenção industrial está mudando o conceito. Deixa de ser apenas uma atividade para reparar ou consertar os equipamentos quando quebram.

Assume um papel importante nas empresas (não importa o tamanho) com atuação preditiva para evitar que as falhas ocorram.

Não somente sobre os cuidados com os motores elétricos, este é um exemplo dentre muitos outros que se relacionam com mancais e rolamentos.

Um bom exemplo é a correta manutenção dos redutores de velocidade. Ela é extremamente importante nas indústrias de modo geral. Os redutores de velocidade estão sujeitos às falhas como qualquer outra máquina e equipamento industrial.

O importante é que as empresas compreendam que boa parte dos custos de manutenção podem ser reduzidos quando se trabalha para evitar que os problemas aconteçam. E para isso, o melhor é implementar com conceitos de manutenção preditiva.

 

Uma resposta

Average
5 Based On 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe um comentário

Generic selectors
Somente correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors

Artigos mais lidos

Últimas Notícias

Categorias

Tags