logo-home-nova-1.webp

Termografia

Termografia

A termografia é uma técnica para detectar a radiação de calor emitida por um objeto com um termovisor,  convertendo-a em temperatura e exibindo uma imagem da distribuição e intensidade da temperatura.
 
O objetivo desse método é identificar possíveis falhas térmicas e desgastes em fase inicial.
 

Termografia é uma técnica não destrutiva e não invasiva, visto que a captura das imagens para determinar a temperatura dos componentes ocorre através da intensidade da radiação infravermelha. 

Para que serve a termografia?

Para maior confiabilidade em sistemas elétricos e mecânicos. Com a inspeção termográfica pode-se identificar possíveis falhas ainda em estágios iniciais. Por ser uma técnica sensorial remota, realizada com a utilização de sistema Infravermelho, (termovisores), a termografia serve para medição de temperatura ou observação de padrões diferenciais de distribuição de calor.

Ela evita mais de 80% de acidentes com risco de incêndio na indústria.

Como é feito o exame de termografia?

camera termográfica para exame de termografiaA análise da radiação infravermelha é feita com o uso de uma câmera termográfica de infravermelho para mensurar a energia térmica ou infravermelha, emitida pelo rolamento ou outro componente do sistema.

Essa técnica capta o espectro infravermelho, que está além da visão humana. Ela detecta variações de temperatura através de imagens.

Assim, é possível determinar a variação de temperatura em diferentes corpos ou superfícies sem a necessidade de ter contato físico.

O infravermelho e os termogramas na termografia

O infravermelho é uma frequência eletromagnética emitida por qualquer corpo e sua intensidade é proporcional a sua temperatura. Desse modo é possível fazer a diferenciação.

Os termogramas se formam com a captação dessas emissões, são as imagens técnicas que permitem visualizar a distribuição do calor da superfície analisada.

Aplicações industriais da termografia

As principais aplicações industriais da análise termográfica são:  

  • Aquecimento de componentes elétricos;
  • Falhas em motores elétricos;
  • Aquecimento de componentes em sistemas rotativos como: rolamentos, mancais, acoplamentos, etc;
  • Controle de qualidade em processos industriais;
  • Inspeção e detecção de vazamentos ou falhas em ferramentas, tanques e paredes;
  • Manutenção preditiva em máquinas e equipamentos para as mais diferentes áreas de trabalho;
  • Identificação de desequilíbrio de cargas em um sistema;
  • Prevenção contra incêndios, panes elétricas e sobre cargas de sistema. 

Benefícios da análise termográfica

Antes de tudo, vale destacar que a inspeção termográfica é uma técnica de suma importância para a manutenção de equipamentos industriais. Sobretudo para antecipar potências falhas relacionadas com a temperatura de trabalho em componentes ou conjuntos mecânicos que trabalham continuamente.

Dessa forma, os técnicos de manutenção terão mais confiança no funcionamento de componentes críticos e importantes.

Veja abaixo os principais benefícios no uso da técnica de termografia:  

Segurança

O uso de termografia como procedimento de inspeção contribui para que os processos ocorram em segurança, visto que não é preciso contato direto com a superfície analisada. Assim, facilmente é possível identificar os potenciais riscos no funcionamento dos componentes e tomar ações preventivas para mitigar o problema.

Redução de custos de manutenção

Um dos principais fatores que elevam os custos de manutenção são as quebras inesperadas de componentes durante a operação. Em sistemas rotativos isso é causado principalmente por erros de lubrificação de componentes, montagem inadequada e uso da peça além da vida útil projetada.

Com a inspeção termográfica pode-se analisar os componentes em operação e saber se há algum risco de falha por superaquecimento. Com isso, é possível adotar medidas para conter o problema e evitar manutenções corretivas não-programadas.

Sem dúvida isso vai reduzir consideravelmente os gastos com a manutenção e, além disso, evitar que a produção da empresa pare fora da programação.

Ganho de produtividade

A produtividade é um dos principais fatores para as empresas reduzirem seus custos de fabricação e terem vantagens competitivas perante os concorrentes. Logo, ter um equipamento parado na produção, por conta de um componente que quebrou antes da troca programada, trará consequências ruins para o fluxo produtivo.

E se a causa dessa quebra for por superaquecimento, a termografia vai detectar as anomalias e variações de temperatura mesmo nos estágios iniciais da falha.

Termografia em rolamentos e sistemas rotativos

O rolamento é um componente amplamente utilizado na indústria. Sobretudo em sistemas rotativos para transmissão de potência.

Está sujeito a altas cargas, atrito e velocidades elevadas. Quando sua utilização se dá em equipamentos críticos para a produção, deve-se garantir que ele não cause uma parada de máquina.

Ao realizar a inspeção termográfica nos rolamentos, será possível identificar se ele é um ponto de origem em emissão de calor.

Neste caso, o calor é a principal indicativo de que há problemas por atrito ou cargas elevadas.

A necessidade de muitas empresas se manterem competitivas, demanda o uso de ferramentas para maior eficiência em seus processos de manutenção. Cada vez mais a tecnologia é um caminho para superar os desafios e manter-se competitivo.

Dessa forma, a termografia figura como uma ferramenta eficaz para identificar o desperdício energético em forma de calor. Assim, permite o planejamento de ações que contribuam com o aumento da eficiência dos equipamentos.