Comissionamento: o que é, para que serve?

comissionamento
Getting your Trinity Audio player ready...

No cenário industrial contemporâneo, a eficiência operacional e a segurança são mais do que metas, são necessidades essenciais. O comissionamento surge como um processo fundamental para assegurar que sistemas e equipamentos de uma planta industrial não apenas atendam aos requisitos técnicos e funcionais, mas também operem de acordo com as necessidades das empresas. 

Mas como isso se aplica na prática? Qual a relevância do comissionamento na otimização de operações, garantia de segurança e conformidade legal das instalações industriais?

Mais ainda, qual o papel da área de manutenção no contexto do comissionamento industrial?

Hoje, vamos falar sobre isso! Nossa equipe de especialistas em engenharia de aplicação e manutenção industrial vai mostrar em detalhes tudo que você precisa saber sobre comissionamento.

Pronto para conferir?

O que é Comissionamento?

Comissionamento é um processo sistemático e documentado de verificar, inspecionar e testar os sistemas e componentes de uma planta industrial para garantir que estejam configurados e funcionando conforme especificações técnicas e operacionais do projeto. 

O objetivo do comissionamento é assegurar que todos os aspectos da edificação ou instalação operem de forma segura, eficiente e de acordo com as necessidades do cliente.

A NBR 16315:2014, intitulada “Instalação e comissionamento de máquinas”, é uma norma técnica brasileira que estabelece os requisitos técnicos a serem seguidos durante a instalação e o comissionamento de máquinas industriais. Essa norma é de suma importância para garantir que a instalação de equipamentos seja realizada de forma segura e eficaz, e que o comissionamento seja conduzido seguindo as melhores práticas.

Comissionamento ou Start-up?

O start-up, ou partida, é a fase que segue o comissionamento e envolve colocar a planta, sistema ou equipamento em operação pela primeira vez. Este processo inicia após a conclusão bem-sucedida do comissionamento de fábrica, indicando que a instalação está tecnicamente pronta e segura para começar a operação. 

para que serve o comissionamento de fábrica

A fase de start-up pode ser gradual, começando com a operação em capacidade reduzida antes de atingir a capacidade total, permitindo ajustes finais e a estabilização dos processos.

Durante o start-up, as principais atividades incluem:

  • Inicialização dos sistemas principais e auxiliares.
  • Ajuste fino dos parâmetros de operação.
  • Monitoramento intensivo para detectar e corrigir quaisquer problemas operacionais que surjam.

Assim, podemos resumir em três pilares as diferenças entre comissionamento e startup:

  1. Foco: O comissionamento industrial foca na verificação e teste de todos os componentes e sistemas para assegurar que estão instalados e funcionarão conforme especificado. O start-up é o processo de iniciar a operação real da planta ou sistema.
  2. Atividades: O comissionamento envolve testes, calibração e treinamento, enquanto o start-up lida com a inicialização e ajuste operacional da instalação.
  3. Sequência: O start-up sucede o comissionamento. Uma instalação não pode iniciar a operação sem passar pelo processo de comissionamento.

Portanto, ambas são etapas críticas no lançamento de qualquer instalação industrial, garantindo que a operação inicie de maneira segura e eficiente, minimizando riscos e maximizando a produtividade.

Por que realizar o Comissionamento de fábrica?

De forma direta, para validar a operação correta dos equipamentos e sistemas, assegurando que funcionem conforme as especificações e contribuindo para uma operação segura e eficiente.

Além de otimizar o desempenho operacional, o processo de comissionamento ajuda a garantir a segurança no ambiente de trabalho e a conformidade com normas e regulamentos. 

Dessa forma, é possível ter operação mais confiável e eficaz, minimizando falhas e interrupções e promovendo um ambiente de trabalho seguro.

Principais benefícios do comissionamento de fábrica:

  1. otimização do desempenho dos sistemas, 
  2. redução de riscos operacionais e falhas prematuras, 
  3. conformidade com normas técnicas e regulamentações. 

Saiba que comissionar é investir na confiabilidade e qualidade da operação industrial, promovendo um ambiente mais seguro e eficiente e mitigando custos futuros com manutenções corretivas não planejadas.

Como fazer o Comissionamento de Fábrica?

Para comissionar uma fábrica ou planta industrial é preciso um processo estruturado em várias etapas, envolvendo equipes multidisciplinares de engenharia, manutenção, operações e segurança. 

As fases do comissionamento incluem:

  1. Planejamento: Esta etapa envolve o desenvolvimento de procedimentos e cronogramas detalhados, definição de pacotes de comissionamento e elaboração de checklists específicos para cada sistema ou componente. O planejamento eficaz é crucial para o sucesso do processo.
  2. Pré-Comissionamento: Aqui, os sistemas e componentes são testados individualmente para garantir que estejam montados corretamente e funcionem conforme especificado. Esta etapa do comissionamento pode incluir testes mecânicos, elétricos e de software em condições controladas.
  3. Comissionamento: Aqui, os sistemas são testados em conjunto sob condições operacionais. Isso inclui testes de carga e funcionais para verificar a interação e o desempenho dos sistemas como um todo.
  4. Operação Assistida: Após a etapa de comissionar, a planta ou sistema entra em uma fase de operação assistida, onde o desempenho é monitorado de perto e ajustes finais são feitos. Este período também serve para treinar o pessoal operacional e de manutenção.

Em todas as etapas, equipes multidisciplinares colaboram para garantir que todos os aspectos técnicos, de segurança e operacionais estejam alinhados com os objetivos do projeto. A documentação detalhada de cada etapa é essencial para manter um registro do processo e facilitar a manutenção futura.

Desafios comuns encontrados durante o comissionamento.

Durante o processo de comissionar, os desafios comuns incluem a integração de sistemas complexos, comunicação entre equipes multidisciplinares e aderência a cronogramas rigorosos. 

Superar esses obstáculos demanda um planejamento robusto, comunicação eficaz e flexibilidade para adaptar-se às mudanças. 

A integração com a gestão de projetos e engenharia de aplicação é vital para assegurar que os requisitos operacionais e técnicos sejam atendidos, e a colaboração estreita com as operações garante uma transição suave para a fase de operação plena. 

Juntas, essas práticas promovem um comissionamento eficiente, reduzindo riscos e maximizando o desempenho da planta.

Para otimizar a gestão de projetos em engenharia mecânica, principalmente no que tange ao comissionamento de equipamentos industriais, o detalhamento do escopo por pacotes é uma abordagem eficiente. Isso se dá porque permite uma visão modular e sistemática de cada componente que necessita ser testado, garantindo que todos os aspectos técnicos sejam verificados antes de se colocar o equipamento em operação.

O processo inicia com a definição do escopo dividindo-se em Área, Sistema, Subsistema, Pacote e Item tagueado. O documento de mark-up, essencialmente um fluxograma de processo e diagrama unifilar com cores distintas, serve para visualizar e determinar os componentes específicos dentro de um equipamento que precisam ser testados. Cada conjunto de componentes identificados com a mesma cor constitui um “Pacote de Comissionamento”. É uma representação visual e prática que facilita a identificação e agrupamento dos itens a serem testados.

Para cada equipamento, identificam-se os componentes críticos (itens tagueados) que precisam ser testados. Para uma bomba, por exemplo, seriam as tubulações, cabos de alimentação do motor, instrumentos, cabos de instrumentação e botoeira de campo.

A conferência e testes desses itens são essenciais para o pré-comissionamento do equipamento. Assim, cria-se um checklist de testes para cada item tagueado, que ao serem agrupados formam um pacote, e os pacotes se agrupam em subsistemas e assim sucessivamente até cobrir todo o escopo do projeto. 

Este método estruturado assegura que todos os componentes sejam devidamente inspecionados e testados, minimizando riscos e garantindo a qualidade e segurança do equipamento antes da operação plena.

A importância da Engenharia de Aplicação no comissionamento.

A engenharia de aplicação desempenha um papel fundamental no processo de comissionar fábricas, atuando como a ponte entre o desenvolvimento teórico e a implementação prática de sistemas e equipamentos industriais. Nesse contexto, a engenharia de aplicação fornece o conhecimento técnico necessário para orientar e validar essas atividades.

A engenharia de aplicação se relaciona com o comissionamento de instalações industriais em diversos aspectos:

Seleção de Equipamentos e Sistemas: A engenharia de aplicação ajuda a determinar os equipamentos e sistemas mais adequados para as necessidades específicas do projeto, levando em consideração eficiência, custo, compatibilidade e requisitos técnicos.

Desenvolvimento de Protocolos de Teste: Ela desenvolve protocolos de teste para cada componente ou sistema, garantindo que todos os aspectos funcionais sejam verificados e que os equipamentos operem conforme o esperado.

Solução de Problemas Técnicos: Durante o comissionamento, a engenharia de aplicação oferece suporte técnico para resolver quaisquer problemas que surjam, interpretando dados, ajustando configurações e garantindo que os equipamentos se integrem corretamente ao ambiente operacional.

Treinamento: Ela também pode fornecer treinamento para a equipe de operações sobre como operar e manter os sistemas, além de oferecer suporte técnico para otimizar o desempenho e a eficiência.

Veja um exemplo prático da relação entre engenharia de aplicação e comissionamento:

Durante o comissionamento de plantas industriais, as máquinas podem apresentar desalinhamentos, desbalanceamentos ou outras anormalidades mecânicas que possam afetar o seu desempenho. 

Nesse caso, os engenheiros de aplicação podem utilizar a análise ODS (Operating Deflection Shape) para fazer os ajustes necessários antes de colocar o equipamento em operação plena, assegurando que esteja funcionando de maneira eficiente e segura, alinhado com as práticas de comissionamento. ODS é uma técnica de análise de vibração usada para visualizar os modos de movimento de máquinas ou estruturas sob condições operacionais. 

Qual o papel do setor de manutenção no comissionamento industrial?

O setor de manutenção tem um papel proativo e crítico no comissionamento industrial, garantindo não apenas que os equipamentos e sistemas sejam instalados e testados corretamente, mas também estabelecendo as bases para uma operação eficiente e confiável a longo prazo. 

A integração e colaboração eficaz entre as equipes de comissionamento e manutenção são fundamentais para o sucesso e a sustentabilidade operacional de qualquer instalação industrial. 

Isso inclui participação ativa no pré-comissionamento e comissionamento, aportando conhecimento técnico para a realização dos testes e ajustes necessários.

Vejamos como essas áreas se relacionam e qual o papel do setor de manutenção no comissionamento industrial:

Planejamento e Preparação 

Durante a etapa de comissionar, a equipe de manutenção colabora no planejamento e na preparação. Eles ajudam a definir os procedimentos de manutenção preventiva e preditiva que serão necessários após o início da operação. Isso inclui familiarizar-se com os novos equipamentos, compreender suas especificações técnicas e os requisitos para sua operação e manutenção adequadas.

Verificação e Validação

A equipe de manutenção desempenha um papel ativo na verificação e validação dos equipamentos durante o comissionamento. Isso envolve a participação em testes de aceitação e a verificação de que os equipamentos estão funcionando conforme o esperado. Eles podem também identificar problemas que precisam ser resolvidos antes da operação plena, minimizando futuras interrupções e reparos.

Documentação e Treinamento

A documentação detalhada de procedimentos e especificações de equipamentos é essencial para uma manutenção eficaz. Durante o comissionamento, a equipe de manutenção ajuda a compilar e revisar essa documentação. Além disso, o treinamento sobre os novos sistemas e equipamentos é fundamental para que a equipe de manutenção possa operar e cuidar adequadamente deles após o comissionamento.

Estabelecimento de Práticas de Manutenção

A equipe de manutenção estabelece práticas e rotinas de manutenção desde o início. Isso inclui configurar agendas de manutenção preventiva, determinar estratégias de manutenção preditiva e preparar kits de peças sobressalentes e ferramentas específicas para os novos equipamentos.

Feedback para Melhoria Contínua

Após comissionar a fábrica, a manutenção fornece feedback contínuo sobre o desempenho dos equipamentos. Este feedback é vital para a melhoria contínua dos processos de comissionamento e manutenção. A equipe de manutenção está na linha de frente, observando o comportamento dos equipamentos ao longo do tempo, e pode oferecer insights valiosos sobre como melhorar o comissionamento de projetos futuros.

Quais práticas de manutenção contribuem para a realização de um comissionamento bem-sucedido?

Manutenção detectiva: verificar a eficácia dos sistemas de detecção, como alarmes e sensores, assegurando que eles estejam operando corretamente e sejam capazes de alertar sobre quaisquer falhas iminentes. Isso é essencial no comissionamento para garantir que todos os sistemas de segurança e alerta estejam funcionais antes da operação plena, mantendo a planta segura e operacional.

Manutenção preditiva: técnicas de diagnóstico para verificar e identificar potenciais falhas, ocultas ou incipientes, nos sistemas e equipamentos. Ao detectar e corrigir problemas antes que causem danos ou falhas maiores, evita-se interrupções e atrasos durante o comissionamento. Isso garante que todos os sistemas operem conforme o esperado, mantendo a eficiência e a segurança operacionais.

Por exemplo, em uma planta industrial, antes de iniciar a operação, engenheiros podem utilizar termografia para detectar pontos quentes em motores elétricos, indicando problemas de isolamento ou conexões soltas. Assim, problemas são corrigidos antes de iniciar a operação plena, evitando falhas e paradas não planejadas.

Papel da Gestão de Manutenção no Comissionamento.

A gestão de manutenção é um processo de suma importância para o sucesso de qualquer projeto, desde a fase de concepção até a operação e desativação. Ela garante a funcionalidade, confiabilidade e segurança dos equipamentos e sistemas ao longo do ciclo de vida do projeto, otimizando custos e minimizando riscos.

No que diz respeito ao processo de comissionar fábricas, a gestão da manutenção cumpre um papel importante para:

1. Planejar e coordenar as atividades de manutenção durante o comissionamento, garantindo que todos os recursos necessários estejam disponíveis e que as atividades sejam realizadas dentro do cronograma.

2. Assegurar que os padrões de qualidade sejam cumpridos durante o comissionamento. Isso envolve a implementação de procedimentos de controle de qualidade e a realização de auditorias e inspeções.

3. Facilitar a comunicação entre as equipes de projeto, comissionamento e operação. A gestão de manutenção atua como um elo entre as diversas partes interessadas, garantindo que informações críticas sejam compartilhadas de forma eficaz.

4. Identificar e gerenciar os riscos associados ao comissionamento dos equipamentos, implementando medidas preventivas para mitigar possíveis problemas.

5. Integrar os novos equipamentos aos sistemas de gestão de manutenção existentes, como CMMS (Computerized Maintenance Management System), para monitoramento, programação de manutenções preventivas e gerenciamento de peças de reposição.

Conclusão

Concluindo, o comissionamento emerge como uma etapa crítica no ciclo de vida de sistemas e equipamentos industriais, desempenhando um papel vital em garantir a eficiência, segurança e conformidade operacional. 

Através de um processo sistemático e multidisciplinar, o comissionamento permite a validação e otimização de cada componente, assegurando que a instalação industrial esteja pronta para operar conforme as necessidades e expectativas do cliente. 

Com a integração da engenharia de aplicação e uma participação ativa do setor de manutenção, o comissionamento torna-se não apenas um conjunto de testes, mas uma estratégia de garantia de qualidade, que prepara a planta para um desempenho confiável e sustentável. 

Dessa forma, o comissionamento não é somente uma fase preparatória, mas um investimento contínuo na longevidade e na eficácia das operações industriais, refletindo um compromisso com a excelência e a inovação no cenário industrial contemporâneo.

Conte com a ABECOM para garantir a eficiência e confiabilidade dos seus equipamentos durante e após seu comissionamento.  Somos reconhecida como a maior distribuidora SKF para rolamentos industriais e especialista em manutenção industrial e monitoramento de equipamentos rotativos, oferecendo soluções inovadoras e eficientes nessa área.

Se você está buscando investir em uma manutenção que não apenas preserve seus equipamentos, mas também otimize seu desempenho e reduza custos, o Modelo de Contrato Active Premium Abecom é a escolha ideal. 

Este plano abrangente inclui uma variedade de produtos e serviços projetados para ajudar sua empresa a alcançar os resultados desejados, como redução de custos, gerenciamento de ativos, gestão de serviços e otimização de performance.

Não perca a oportunidade de elevar a eficiência e a confiabilidade dos seus equipamentos industriais. Fale com um de nossos especialistas hoje mesmo e descubra como podemos ajudar a transformar a manutenção em sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe um comentário

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Artigos mais lidos

Últimas Notícias

Categorias

Tags