logo-home-nova-1.webp

O que é engenharia de aplicação na manutenção? Como usá-la em sua empresa?

o que é engenharia de aplicação

A engenharia de aplicação desempenha um papel fundamental na otimização dos processos industriais, atuando diretamente na interface entre a teoria da engenharia e a prática operacional. Esse campo foca no desenvolvimento e adaptação de soluções tecnológicas para atender às necessidades específicas de cada empresa.

Um engenheiro de aplicação pode atuar em diferentes áreas, não somente no produto final. Uma delas é a manutenção industrial, onde pode contribuir muito para a melhoria da performance dos equipamentos, ter processos confiáveis e garantir que os custos não comprometam o resultado financeiro da operação.

Mas, para isso ser possível, é necessário compreender como a engenharia de aplicação atua e qual seu papel na manutenção industrial. Sobretudo como ela vai contribuir efetivamente para otimizar a utilização dos recursos disponíveis, reduzir custos e aumentar a confiabilidade dos equipamentos.

Bora conferir como ela é um importante pilar na melhoria contínua da gestão da manutenção?

O que é engenharia de aplicação?

O que é engenharia de aplicação

Na manutenção industrial, a engenharia de aplicação se concentra em adaptar e otimizar equipamentos e processos para melhorar a confiabilidade, eficiência e vida útil dos ativos industriais. Isso envolve a customização de soluções para prevenir falhas, reduzir tempo de inatividade e aumentar a performance dos maquinários. 

A aplicação prática dessa especialidade pode incluir a seleção de materiais mais adequados para componentes específicos, ajustes em designs de máquinas para facilitar a manutenção ou a implementação de tecnologias avançadas de monitoramento de condições para prever e prevenir falhas.

Quais são as principais responsabilidades de um engenheiro de aplicação na manutenção industrial?

Os engenheiros de aplicação são responsáveis por garantir que os sistemas e processos de produção funcionem de maneira eficiente e segura. Para isso, trabalham principalmente na manutenção preventiva, preditiva e corretiva do maquinário industrial. 

Eles também são responsáveis em ajudar no planejamento e controle de manutenção, garantindo que a manutenção seja realizada de maneira eficiente e dentro do orçamento.

Vamos explorar algumas atividades que o engenheiro de aplicação pode realizar na manutenção industrial e na eficiência operacional.

  1. Seleção de Equipamentos e Materiais: Um engenheiro de aplicação analisa as necessidades operacionais e seleciona equipamentos e materiais que se adequem não só às exigências do processo, mas também ao ambiente de operação. Por exemplo, a escolha de um rolamento adequado para um ambiente de alta temperatura ou a seleção de um motor com as características de torque e velocidade ideais para um determinado processo.
  2. Otimização de Processos: Através da análise de processos existentes, esse profissional sugere melhorias para aumentar a eficiência e reduzir custos. Por exemplo, pode recomendar a implementação de um sistema de controle automatizado para melhorar a precisão e a repetibilidade dos processos.
  3. Redução de Custos Operacionais e TCO (Total Cost of Ownership): Ao analisar o custo total de propriedade, a engenharia de aplicação busca soluções que, embora possam ter um custo inicial mais elevado, resultem em economias a longo prazo por meio de maior durabilidade, menor necessidade de manutenção e maior eficiência energética.
  4. Manutenção Industrial e Confiabilidade: O engenheiro de aplicação trabalha para garantir que os equipamentos funcionem de maneira confiável e eficiente. Isso inclui recomendar práticas de manutenção preventiva, avaliar o uso de mancais e rolamentos adequados para cada aplicação e sugerir tecnologias de monitoramento de condições, como análise de vibrações em motores industriais, para prever falhas antes que ocorram.
  5. Treinamento e Suporte Técnico: Além de implementar soluções, a engenharia de aplicação também envolve educar e apoiar as equipes de operação e manutenção, garantindo que elas compreendam plenamente o funcionamento dos sistemas e equipamentos e possam operá-los de maneira eficiente e segura.

Para conseguirem os resultados desejados, utilizam uma variedade de técnicas que vão desde a análise de dados, passando pela análise de falhas para identificar as causas raiz dos problemas, até a realização de testes para identificar possíveis problemas, antes mesmo que ocorram.

Exemplos de uso da Engenharia de Aplicação na Manutenção Industrial.

De forma objetiva e prática, podemos destacar 11 exemplos da engenharia de aplicação na área de manutenção industrial:  

  1. Desenvolvimento de Planos de Manutenção Customizados: Adaptar planos de manutenção às necessidades específicas de cada equipamento, considerando seu uso, ambiente operacional e histórico de falhas.
  2. Seleção e Adaptação de Componentes: Escolher e modificar componentes para aumentar a resistência a falhas, facilitar reparos ou substituições e prolongar a vida útil do equipamento.
  3. Implementação de Tecnologia de Monitoramento: Integrar sensores e sistemas de monitoramento para acompanhar em tempo real o estado dos equipamentos, permitindo manutenções preditivas e preventivas mais eficazes.
  4. Otimização de Processos de Manutenção: Revisar e aprimorar processos para tornar a manutenção mais eficiente, segura e menos custosa.
  5. Redesign de Componentes para Facilitar a Manutenção: A engenharia de aplicação pode ser usada para redesenhar componentes ou sistemas inteiros de forma a tornar as tarefas de manutenção mais rápidas e seguras. Por exemplo, modificar o design de uma máquina para que partes que frequentemente necessitam de manutenção sejam mais acessíveis.
  6. Seleção de Materiais: Materiais com maior resistência à corrosão, abrasão ou altas temperaturas para aumentar a durabilidade dos componentes e reduzir a frequência de manutenção.
  7. Adaptação de Sistemas de Lubrificação: Implementar sistemas de lubrificação automática ou centralizada para garantir que todos os componentes críticos recebam a lubrificação adequada regularmente, reduzindo o desgaste e prolongando a vida útil do equipamento.
  8. Utilização de Técnicas de Manutenção Preditiva: Incorporação de sensores e análise de dados para monitorar a condição dos equipamentos e prever falhas antes que ocorram, permitindo intervenções de manutenção mais oportunas e menos intrusivas.
  9. Seleção de Ferramentas de Manutenção: Avaliar e determinar quais ferramentas devem ser utilizadas para tornar a manutenção mais eficaz, como dispositivos especiais para desmontagem e montagem mais rápida e segura de componentes.
  10. Melhoria da Ergonomia e Segurança do Trabalho: Reestruturar o layout de máquinas e equipamentos para facilitar o acesso durante as atividades de manutenção, reduzindo o risco de acidentes e lesões.
  11. Capacitação e Treinamento Técnico: Oferecer programas de treinamento especializado para equipes de manutenção, focando nas particularidades dos equipamentos e nas melhores práticas de manutenção, baseadas em análises e adaptações realizadas.

Encontre uma faculdade na sua cidade com o curso de ENGENHARIA DE APLICAÇÃO.

Benefícios da engenharia de aplicação nos processos de manutenção industrial.

Benefícios da engenharia de aplicação nos processos de manutenção industrial

Na manutenção industrial, a engenharia de aplicação traz benefícios reais e tangíveis para empresas de diferentes setores. Por exemplo:

  • Redução do tempo de inatividade (downtime) com soluções customizadas que ajudam a reduzir significativamente as paradas não planejadas, aumentando a disponibilidade e a produtividade dos equipamentos.
  • Aumento da vida útil dos equipamentos para reduzir a depreciação com ajustes e melhorias nos equipamentos que previnem o desgaste prematuro e falhas, prolongando sua operacionalidade.
  • Redução de custos por meio de manutenções mais eficientes e menos frequentes que resultam em uma economia considerável em termos de reparos e substituições.
  • Melhoria na segurança na operação dos equipamentos, pois quando bem mantidos e otimizados, os riscos de acidentes e falhas que podem comprometer a segurança dos operadores são menores.
  • Adaptação às mudanças e inovações tecnológicas, permitindo que a indústria se mantenha competitiva.

Diferenças entre Engenharia de Aplicação, Engenharia de Confiabilidade, Engenharia de Manutenção e Engenharia de Manufatura?

Engenharia de aplicação: se concentra em projetar e implementar soluções para problemas específicos.

Engenharia de confiabilidade: se concentra em garantir que os sistemas e processos funcionem de maneira confiável e eficiente.

Engenharia de manutenção: se concentra em manter e reparar equipamentos e sistemas existentes.

Engenharia de manufatura: se concentra em projetar e fabricar novos equipamentos e sistemas.

Repare que a engenharia de aplicação pode contribuir em todas as demais especialidades da engenharia. É sem dúvida uma ferramenta muito valiosa na manutenção industrial, ajudando a melhorar a confiabilidade dos processos de manutenção e a obter resultados consistentes e confiáveis.

Assim, ela é fundamental para garantir a vida útil e a eficiência dos equipamentos. Isso porque ela é responsável por planejar, projetar e aplicar soluções técnicas que visam otimizar o desempenho e a disponibilidade dos equipamentos.

Qual a importância da engenharia de aplicação para aumentar a vida útil e eficiência dos equipamentos industriais?

As empresas que adotarem as práticas de engenharia de aplicação terão os processos de manutenção mais eficientes e menos custosos. Contribuindo positivamente para a gestão dos ativos, pois permite o planejamento e controle da manutenção, a análise de falhas e a promoção de melhorias contínuas. Com isso, é possível aumentar a produtividade e a eficiência da cadeia produtiva, garantindo vantagem competitiva no mercado.

A engenharia de aplicação na manutenção industrial é uma peça fundamental para o sucesso da indústria na era da revolução industrial. Com a gestão eficiente dos equipamentos, a previsibilidade e a qualidade dos produtos são garantidas, além do aumento da lucratividade.

Quer saber mais como garantir a eficiência em seus equipamentos? Então fale agora com um de nossos especialistas e descubra como a ABECOM vai te ajudar nisso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe um comentário

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Artigos mais lidos

Últimas Notícias

Categorias

Tags