logo-home-nova-1.webp

Energia Solar: 5 setores da indústria que já colhem resultados.

energia-solar-nas-industrias

Qual indústria no Brasil não depende de energia para suas máquinas e equipamentos funcionarem? Os custos que ela representa são altos e interferem diretamente no lucro das empresas. Contudo, alguns setores já colhem resultados positivos ao adotarem a alternativa de energia solar fotovoltaica.

Cada vez mais as indústrias e empresas no Brasil optam pela instalação de módulos fotovoltaicos para produzir a própria energia.

Segundo os dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), em 2022 a geração distribuída no Brasil para o setor industrial representa 7% do total da potência instalada no país.

Por que as indústrias estão investindo na geração de energia solar?

O consumo de energia nas indústrias brasileiras representa quase 40% de toda eletricidade consumida no país.

Isso corre principalmente devido ao uso de maquinários e equipamentos como motores, bombas, compressores e sistemas de transmissão mecânica.

Qualquer processo de produção industrial depende de energia mecânica em alguma etapa. Hoje a principal fonte de alimentação é a energia elétrica. Porém, ela sofre constantes aumentos de tarifas que impactam diretamente nos custos da empresa.

Por isso, empresas de diversos setores passaram a olhar para a energia solar como alternativa para reduzir seus custos e, simultaneamente, contribuir com a sustentabilidade ambiental.

A medida que as indústrias instalam sistemas solares para gerar a própria energia, descobrem que a redução de custos não é o único benefício. Também aumentam a segurança energética em suas fábricas, ou seja, diminuem a dependência das concessionárias no fornecimento de energia.

Isso significa um campo enorme para a energia fotovoltaica. Portanto, o investimento das indústrias e empresas na geração de energia solar deve crescer.

E quais setores saíram à frente no uso de energia solar fotovoltaica?

Dentre os setores que mais se beneficiaram com a geração própria por energia solar estão:

Indústria mecânica

A indústria mecânica é um dos setores que mais utilizam máquinas de grande porte em seu processo. Por isso, o consumo de energia é elevado.

Ao instalarem módulos fotovoltaicos para a geração da própria energia, elas são fortemente beneficiadas com o uso da energia solar.

O primeiro deles é direto na “conta de luz”, a redução pode chegar a 95% dependendo do sistema fotovoltaico instalado. Investimento que pode ter retorno em menos de dois anos.

O segundo é na operação e manutenção dos equipamentos. Sobretudo em componentes rotativos de transmissão mecânica que consomem muita energia para vencer o atrito e movimentar as partes da máquina.

Explicaremos isso mais a frete. Veja agora mais um setor que se beneficia no uso de energia solar.

Indústria farmacêutica

Indústrias que produzem medicamentos também necessitam de muita energia elétrica para operar seus equipamentos. Seja na manipulação ou armazenamento.

Principalmente em tanques de mistura, sistemas vibratórios, sistemas de resfriamento, esteiras transportadoras e iluminação.

Nesse sentido, a energia solar contribui muito para otimizar os custos operacionais da produção.

Indústria alimentícia

Outro setor que mais consome energia é a indústria alimentícia. É um setor que setor depende muito de equipamentos robustos para a preparar, refrigerar e armazenar a sua produção. Se houver falta de energia, a produtividade cai e os alimentos estragam.

Por exemplo, fábricas de bebidas como de cerveja precisam de energia para garantir que os tanques mantenham a levedura empregada na fermentação. Assim, não se contamina com outros microrganismos prejudiciais ao processo.

Fábricas de alimentos processados ou congelados também dependem de grandes quantidades da energia para preparar e manter carnes, vegetais e outros alimentos conservados.

Para este setor a energia solar é uma alternativa segura e vantajosa. Contribui para economizar nas despesas e redirecionar o valor economizado a outros investimentos.

Como dito anteriormente, a economia pode chegar até 95% na conta.

aplicação-de-energia-solar-na-agricultura-min

Agronegócio

Um dos países com maior representatividade mundial no agronegócio é o Brasil. Neste setor a maior produção industrial está no processamento de laticínios.

É um processo que demanda grandes maquinários para retirada de leite, esterilização de equipamentos para ordenha, tanques de armazenamento, secagem, alimentação de caldeiras, etc.

É um setor que sofre diretamente com a alta das tarifas de energia. Ainda mais se considerarmos as constantes mudanças climáticas que obrigam o uso de sistemas de irrigação quando há falta de chuvas.

O agronegócio ainda é muito dependente das políticas públicas de distribuição de rede elétrica em zonas rurais. Logo, a energia solar é a oportunidade para este setor não depender da infraestrutura pública de rede elétrica. Assim, tem maior autonomia.

Indústria de vestuário

Além da redução no custo de energia consumido nos equipamentos utilizados na indústria de vestuário, outra vantagem que este setor colhe com a energia solar está na valorização da marca.

O consumidor 4.0 é mais atento às marcas deste setor que possuem formas de produção mais sustentáveis. O comprador mais engajado valoriza as marcas que apoiam causas sociais e ambientais. Por isso muitas empresas deste setor estão adotando práticas de ESG em toda a cadeia produtiva.

Nesse sentido, o uso de energia solar como fonte renovável de recursos naturais, não só agrega valor ao consumidor mais consciente como, também, pode ser recompensada com diversos programas do governo.

Componentes rotativos em máquinas industriais e o consumo de energia.

Como dissemos anteriormente, alguns componentes em sistemas rotativos precisam vencer o atrito para movimentar as partes de uma máquina. E para vencer o momento de inércia, consomem muita energia na partida do acionamento.

Mas o avanço nas tecnologias de novos materiais e a adoção de métodos baseados na engenharia de confiabilidade, permitem que alguns componentes sejam trocados para contribuir mais ainda na eficiência energética das máquinas. Permitindo que a implementação da energia solar nas indústrias seja ainda mais vantajosa.

Isso se traduz em redução de custos de manutenção e menos paradas no processo. Além disso, permite aos gestores tomarem decisão de compras de componentes que favoreçam o menor consumo de energia no processo.

E não é só no consumo de energia que a redução ocorre. Outros fatores como alto consumo de lubrificantes também diminui quando se substitui componentes convencionais por aqueles com maior eficiência energética.

Confira dois exemplos!

Rolamentos para eficiência energética

rolamentos com eficiência energética_SKF Energy Efficient

Para um rolamento se movimentar, ele precisará de uma força que o tire do estado de repouso. Porém, há uma resistência na partida. Isso ocorre devido à força de atrito entre as superfícies em contato.

Logo, quanto maior o atrito, maior será a energia consumida para mover os elementos.

Então, reduzir o atrito é a principal maneira para melhorar a eficiência energética e reduzir o consumo de energia de um sistema rotativo? Sim, exatamente!

Por esse motivo que em 2007 a SKF intensificou seus esforços e desenvolveu uma série de rolamentos industriais que pudessem fornecer menor consumo de energia. São os rolamentos com eficiência energética.

Em comparação com os rolamentos convencionais, eles oferecem economia de energia de quase 1/3 para a maioria das aplicações.

Saiba mais em nosso artigo sobre: Rolamentos que economizam energia.

Rolamentos Híbridos

O novo design de gaiola da SKF para rolamentos híbridos de esferas de ranhura profunda combina características inovadoras de design com um material de polímero de alto desempenho.
O novo design de gaiola da SKF para rolamentos híbridos de esferas de ranhura profunda combina características inovadoras de design com um material de polímero de alto desempenho.

Ainda pouco conhecidos no Brasil, os rolamentos híbridos existem desde a década de 1990. Foram desenvolvidos para aplicações onde é necessário maior isolamento elétrico, redução de peso, redução de atrito e alta resistência ao desgaste. Além disso, tem maior capacidade de velocidade.

Conheça mais sobre este tipo de rolamento e, porque ele é considerado fundamental na indústria moderna quando o assunto é redução no consumo de energia.

Rolamentos híbridos – o próximo padrão da indústria.

Como gerar energia solar fotovoltaica industrial?

Em linhas gerais, os sistemas de geração de energia solar nas industriais são provenientes de mini usinas. Elas podem ser instaladas nos telhados ou em campo aberto. Assim, podem receber a maior quantidade possível de radiação solar no conjunto de módulos que contém as células fotovoltaicas.

Elas são as responsáveis por transformar as partículas de luz solar em energia elétrica de corrente contínua, fenômeno conhecido como “efeito fotovoltaico”.

Como resultado, a energia gerada pelos painéis fotovoltaicos é direcionada para um inversor, onde se converte em corrente alternada. Esse é o padrão utilizado para alimentar os equipamentos e eletrodomésticos em geral.

A corrente de saída do inversor é ligada a um transformador que adéqua os níveis de tensão para o consumo industrial.

Daí em diante, a energia elétrica segue para os quadros de distribuição das instalações elétricas da empresa e alimenta todos os setores.

A geração de energia solar pode se dar por dois sistemas diferentes:

  • On-grid: onde a energia gerada pelos painéis fotovoltaicos é introduzida diretamente na rede pública e a energia excedente pode servir a outras instalações.
  • Off-grid: onde a energia é armazenada em um banco de baterias para ser utilizada posteriormente, à noite ou em períodos de pouca radiação solar. Isso garante o fornecimento contínuo, protege contra apagões, blackouts e crises no abastecimento de energia elétrica.

Para isso, é importante escolher uma empresa de instalação de energia solar fotovoltaica que dimensione corretamente o sistema com base no perfil de consumo da empresa, características de incidência solar da região e disponibilidade de abastecimento da rede pública.

E aí? gostou do assunto de hoje? Quer deixar algum comentário sobre este tema? Nos diga se sua empresa já utiliza algum tipo de sistema de energia solar fotovoltaica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe um comentário

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Artigos mais lidos

Últimas Notícias

Categorias

Tags