ROLAMENTOS E SOLUÇÕES EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL
MATRIZ - SP: (11) 2797-1322 | SERVICE - SP: (11) 2902-1460
ROLAMENTOS E SOLUÇÕES EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL
MATRIZ - SP: (11) 2797-1322 | SERVICE - SP: (11) 2902-1460

Gestão de ativos na manutenção industrial: tendência ou realidade?

gestão de ativos

Para muitas indústrias, a gestão de ativos é a próxima fronteira na criação de valor, diminuir riscos operacionais e reduzir os custos de seus negócios. Nesse sentido, é estratégica e indispensável no planejamento geral da organização. Por isso, ganha forma e espaço a cada dia com o crescimento da indústria 4.0 e ISO 55000.

Assim, a gestão dos ativos na manutenção foca em boas práticas que contribuem na eficiência dos equipamentos. Sobretudo garantir a confiabilidade mecânica dos ativos com práticas preventivas e preditivas de manutenção.

Quer saber como ela se relaciona com manutenção industrial?

Continue a leitura e confira tudo que o time de especialistas da Abecom preparou no artigo de hoje.

Importância da integridade dos equipamentos

A integridade dos equipamentos é o que garante a plena produtividade planejada. Desse modo, tem relação com a conservação das características físicas e estruturais dos componentes.

Sobretudo para atender as especificações e parâmetros definidos em projeto.

Cuidar da integridade dos ativos de uma empresa, permite garantir o processo produtivo com qualidade. Além disso, cumprir os custos pré-definidos da operação.

Gestão de ativos e confiabilidade

Gestão de ativos e confiabilidade são conceitos estritamente relacionados. Fundamentais para garantir a eficiência dos equipamentos.

Dessa forma, temos que a confiabilidade de um ativo se baseia na probabilidade de um sistema ou componente cumprir sua função em determinado período.

Assim, quanto maior a confiabilidade, menor probabilidade de ocorrer uma falha.

Contudo, para garantir isso, depende de um conjunto de ações que acompanhem os resultados dos ativos.

Como resultado, é possível encontrar os índices de falhas para ter a confiabilidade.

Portanto, a gestão de ativos sustenta e dá suporte a confiabilidade dos ativos na manutenção industrial.

Confiabilidade e manutenção preditiva

Identificar o estado que se encontram os ativos, estabelecer os limites de segurança e avaliar a periodicidade de ajustes, só são possíveis com um plano de manutenção preventiva.

Ela permite perceber a probabilidade de falhas dos componentes antes de sua falha funcional.

Dessa forma, a lógica da manutenção se inverte. Deixa de atuar nas ações corretivas que produzem paradas de produção, atrasos e ineficiência produtiva.

Confiabilidade dos ativos na manutenção preditiva é garantir que a empresa reduza custos. Em outras palavras, aumenta a vida útil dos componentes, reduz os reparos emergenciais e otimiza as horas da equipe.

Portanto, tudo isso se concretiza em ganhos reais para a empresa.

Qual é a relação entre a manutenção e a gestão de ativos?

A relação entre ambos se dá pelo plano de manutenção. Ele é o resultando do planejamento da gestão de ativos.

Seu objetivo visa garantir que o desempenho dos ativos em uso atenda a vida útil projetada. Além disso, gerencia os riscos de falhas.

Dessa forma, para um bom controle dos ativos é preciso realizar um bom plano de manutenção.

Quais as melhores práticas de gestão de ativos para evitar erros de manutenção?

A gestão de ativos também colabora para evitar erros. Sobretudo aqueles que afetam diretamente os custos da empresa.

Entre eles, podemos destacar o excesso ou falta de peças em estoque e utilizar os componentes até que quebrem e pare o equipamento.

Nesse sentido, as melhores práticas se resumem em 4 etapas:

  1. Implementar um plano de gestão de manutenção;
  2. Treinar periodicamente as equipes operacionais e de manutenção;
  3. Elaborar e revisar os procedimentos;
  4. Definir o estoque de peças sobressalentes conforme o plano de manutenção.

Essas 4 etapas vão garantir que a gestão de ativos evite erros de manutenção que aumentam os custos nas empresas.

Como fazer a gestão de ativos e ter uma manutenção confiável?

Ter um plano de manutenção preditivo significa prevenir a deterioração de desempenhos dos ativos e altos custos de operação. Assim como, ter os menores riscos de falhas.

Porém, não basta ter os dados. É preciso organizá-los e acompanhar tudo que já foi feito. Somente assim será possível uma gestão de qualidade.

De que adianta saber dos erros comuns se não souber o momento de intervir?

Assim, os gestores precisam de ferramentas de monitoramento que coletem as informações dos equipamentos ou componentes, em tempo real.

Mas antes disso, algumas ações são necessárias:

  • avaliar as condições dos ativos;
  • elaborar uma matriz de criticidade para cada equipamento (com prioridades)
  • ter um programa de manutenção preventiva;
  • documentar as ações;
  • programar os serviços de maneira automática e otimizada;
  • desenvolver uma base de dados dos ativos, com suas informações técnicas para acompanhar os serviços realizados;
  • investir em ferramentas de qualidade, processo e gestão.
  • usar tecnologia;

Gestão de ativos como valor estratégico

Para que a gestão de ativos entregue valor, é preciso definir objetivos e indicadores chaves de desempenho dos ativos ou sistemas. Mas, para isso, devem estar subordinados à manutenção.

De modo que a gestão estratégica direcione para gestões compartilhadas. Ou seja, realizar em conjunto gestão financeira x de operações x e qualidade.

Como resultado, implica num compromisso de melhoria contínua na organização.

Porém, isso nem sempre é algo fácil de se alcançar com tantos departamentos envolvidos.

Uma saída para isso é buscar em um único parceiro o fornecimento de Produtos x Serviços de Preditiva x Planos de Gestão de Lubrificação.

Então, terá as técnicas aplicadas a seu favor. Ao final, conseguirá:

  • Subsídio para tomada de decisão de investimento em equipamentos ou ativos;
  • Melhores serviços e saídas de produção;
  • Redução de custos de capital em peças e de manutenção;
  • Aumento de segurança das pessoas e processos;
  • Aumento de disponibilidade do ativo;
  • Alinhamento a padrões mundiais de confiabilidade e economia circular.

A tecnologia em gestão de ativos

Para fecharmos o assunto sobre gestão de ativos na manutenção industrial, temos a tecnologia.

Seja no uso de software ou hardware, ela permite que os gestores tenham o maior número de informações sobre o desempenho de seus equipamentos.

Além disso, permite obter automaticamente os dados em tempo real. Dessa forma, consegue-se fazer uma gestão dinâmica.

Com plataformas de gestão de ativos, os setores de manutenção têm o suporte para processamento e interpretação dos dados para garantir a integridade mecânica dos equipamentos.

Por exemplo, a tecnologia na gestão de ativos em sistemas rotativos permite, por exemplo, a calcular o consumo de lubrificante, lubrificar na quantidade correta, analisar vibrações em rolamentos e mancais, aumento da temperatura de trabalho, prever falhas prematuras e registrar todo o histórico das análises.

Resumindo, gerenciar os ativos com uso de softwares e hardware é mais confiável e traz uma série de benefícios.

Abecom e SKF juntas para entregar soluções de monitoramento e gestão

A ABECOM é o maior distribuidor SKF no Brasil e desenvolveu o primeiro Centro de Cestão de Ativos fora da SKF no mundo inteiro.

O REP Center CGA conta com um time de mais de 70 técnicos focados na engenharia de confiabilidade, utiliza toda a sua expertise e plataforma de gestão para seus contratos.

Seja com uma rampa de desenvolvimento que pode iniciar deste uma medição de vibração Part Time até o monitoramento online de uma planta.

Para clientes com mais de uma unidade, integramos em nuvem todos os bancos de dados, replicando soluções e criando grupos de trabalho. Tudo isso para integrar no cliente suas equipes de conhecimentos.

Em nossa sala de inteligência, contamos com softwares de gestão SKF em Vibração e o ABEC LUB, desenvolvido e criado pela Abecom para atender os contratos de Plano de lubrificação + Gestão.

Dessa forma, para atender um mercado cada vez mais exigente, a Abecom possibilita a integração de produtos e Serviços em uma única plataforma.

Além disso, alia conceitos de sustentabilidade, ESG, economia circular e engenharia de confiabilidade para que sua empresa obtenha os melhores resultados.

Conte com a Abecom para aumentar a vida útil dos seus ativos, reduzir estoques e mapear problemas muita vezes desconhecidos pelo setor de manutenção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

Artigos mais lidos

Últimas Notícias

Categorias

Tags