logo-home-nova-1.webp

Internet das coisas IoT na manutenção industrial: você já usa?

internet das coisas - iot na manutenção

Em um contexto industrial, a IoT (Internet of Things) ganha cada vez mais destaque na área da manutenção. Através dela, as empresas podem obter informações em tempo real sobre o desempenho de suas máquinas e coletar dados de diversos parâmetros de operação ou do ambiente.

Com isso, a automação de processos e a tomada de decisões são mais assertivas e possibilitam que os gestores adotem ações para uma manutenção mais eficiente.

Neste artigo, exploraremos como a IoT pode ser aplicada na manutenção industrial e como essa tecnologia traz benefícios significativos para as empresas.

O que é internet das coisas (IoT)?

A Internet das coisas (IoT) se refere à conexão de dispositivos físicos à internet, permitindo que eles coletem e compartilhem dados de forma contínua e automática.

É uma poderosa e disruptiva tecnologia que está revolucionando a forma como interagimos com o mundo digital.

Essa rede de dispositivos interconectados cria um ecossistema inteligente, no qual máquinas, sensores e outros componentes podem se comunicar e trocar informações.

Por exemplo, sensores instalados em máquinas podem coletar informações sobre seu desempenho, condição e uso, transmitindo esses dados para uma plataforma central.

Essa plataforma, por sua vez, permite que os engenheiros de manutenção monitorem o estado das máquinas remotamente e tomem decisões proativas com base nas informações recebidas.

Podemos afirmar que é o principal pilar para a manutenção industrial 4.0, já ouvi falar dela?

A nova era da manutenção industrial

A manutenção industrial 4.0 refere-se à aplicação de tecnologias e conceitos da Indústria 4.0 no campo da manutenção industrial. 

A Indústria 4.0 é uma revolução na indústria que envolve a digitalização e automação dos processos de produção, utilizando tecnologias como Internet das Coisas, inteligência artificial, big data, computação em nuvem e robótica.

Na manutenção industrial 4.0, essas tecnologias são utilizadas para melhorar a eficiência e a confiabilidade dos equipamentos industriais, reduzir os custos de manutenção e aumentar a produtividade geral. 

Portanto, é de fundamental importância entender a participação da IoT na manutenção. 

O que é a IoT na manutenção?

IoT na manutenção significa o uso de dispositivos de monitoramento e sensores interconectados para coletar os dados de funcionamento dos equipamentos e ativos.

Isso representa novas possibilidades para as ações de manutenção na  indústria, uma vez que as empresas conseguem ter informações valiosas sobre o estado de seus equipamentos, de forma rápida e precisa. 

Portanto, o uso da Internet das Coisas na manutenção vai permitir o monitoramento de equipamentos, a coleta de dados em tempo real e a elaboração de planos de manutenção muito mais eficientes.

Vantagens de usar a IoT na manutenção industrial.

A utilização de dispositivos interconectados oferece uma série de vantagens significativas para as empresas. 

Dentre elas, podemos destacar:

1. Aumento da Disponibilidade de Máquina: 

Ao monitorar o funcionamento e a saúde dos equipamentos em tempo real, o setor de manutenção pode identificar tendências e prever falhas. Dessa forma, realizar intervenções proativas e, consequentemente, maximizar o tempo em que a máquina está operacional (disponibilidade).

2. Redução do Tempo de Inatividade (Down Time): 

Ao programar a manutenção de qualquer equipamento é importante que o tempo de inatividade seja o menor possível e a intervenção aconteça no momento certo.

Mas nem sempre isso acontece da forma que se espera. Pode ocorrer falta de material, de alguma ferramenta ou até mesmo erros que impedem a entrega da máquina de volta ao processo.

Porém, quando se utiliza as tecnologias da IoT na manutenção é possível realizar uma parada de máquina mais eficiente. 

Saber com antecedência quais recursos serão necessários e o melhor momento para programar a  manutenção.

3. Melhoria na Confiabilidade dos Equipamentos: 

As empresas que buscam uma abordagem de manutenção mais focada na confiabilidade do equipamento vão precisar de monitoramento e coleta de dados das máquinas.

Só assim os gestores têm uma visão mais clara de quais componentes apresentam sinais de falhas potenciais ou práticas que levam a falhas frequentes.

Dessa forma, o IoT na manutenção vai contribuir muito na manutenção preditiva e no objetivo de reduzir o número de paradas não programadas.

4. Diminuição do Número de Paradas Não Programadas:

Obter dados de funcionamento e visibilidade em tempo real do desempenho do equipamento, permite aos gestores intervir no momento certo.

Ou seja, deixar de reagir somente quando o problema já ocorreu e reduzir o número de manutenções corretivas, única alternativa que resta quando ocorre uma parada não planejada.

5. Otimização de Custos de Manutenção:

Os custos de manutenção não são apenas custos com aquisição de peças, insumos e mão de obra. 

Fatores como inventário de estoque de peças de reposição, tempo de produção parada e depreciação das máquinas, também fazem parte dos custos envolvidos na manutenção industrial.

Então, se a vida útil dos equipamentos aumentar, se trabalharem por mais tempo sem precisar interromper a produção, se não demandarem alto estoque de peças de reposição e se não provocarem custos extras com compras emergenciais, os custos de manutenção não sobem.

Repare o quanto o uso de tecnologia IoT pode contribuir para a manutenção industrial ser muito mais eficiente.

Com o monitoramento contínuo dos equipamentos, é possível identificar problemas em estágios iniciais, realizando intervenções programadas e planejadas, o que resulta em uma otimização dos recursos e uma melhor gestão dos custos de manutenção.

6. Redução de riscos para a segurança e saúde do trabalho

A IoT possibilita o monitoramento remoto dos equipamentos, minimizando a exposição dos profissionais de manutenção a ambientes potencialmente perigosos.

Além disso, a detecção precoce de problemas e falhas permite a implementação de medidas corretivas antes que ocorram acidentes ou situações de risco, contribuindo para um ambiente de trabalho mais seguro e saudável.

Como a IoT funciona na manutenção industrial?

Sensores instalados nos equipamentos são capazes de capturar informações relevantes sobre seu desempenho, temperatura, vibração, consumo de energia e outros parâmetros críticos.

Esses sensores, então, enviam automaticamente os dados coletados para os servidores de softwares ou plataformas de gestão de manutenção.

Essas plataformas oferecem uma visão completa e integrada do estado dos equipamentos, permitem que os engenheiros de manutenção acessem os dados de forma simplificada e tomem decisões informadas.

Dessa forma, as equipes de manutenção podem realizar um acompanhamento constante do desempenho dos equipamentos, possibilitando a otimização de recursos, a redução de custos e o aumento da eficiência operacional.

Quais são os componentes de um sistema de IoT para a manutenção?

Quando se trata de implementar um sistema de IoT para a manutenção industrial, existem componentes-chave que desempenham papéis essenciais:

  • Um dispositivo de coleta de dados: um sensor ou dispositivo instalado nos equipamentos que coleta informações relevantes, como temperatura e vibração;
  • Conectividade em nuvem: transmissão dos dados coletados para uma plataforma de armazenamento em nuvem, garantindo acesso remoto e segurança;
  • Processamento de dados: análise dos dados coletados, utilizando algoritmos e ferramentas avançadas para identificar padrões e tomar decisões embasadas;
  • Interface voltada para o usuário: uma interface intuitiva que permite aos engenheiros de manutenção acessar e interpretar os dados coletados de maneira eficiente e amigável.

IoT e Manutenção Preditiva

O uso do IoT na manutenção muda a abordagem tradicional de esperar o equipamento falhar para depois agir. Isso favorece especialmente no que diz respeito à manutenção preditiva

Ao contrário da manutenção preventiva, que é baseada em intervalos de tempo fixos, a manutenção preditiva utiliza dados em tempo real coletados por sensores e dispositivos conectados aos ativos físicos.

Após isso, com o auxílio do software de manutenção preditiva, os dados são analisados para identificar padrões, anomalias e tendências, permitindo prever quando um ativo está mais propenso a apresentar comportamento não usual ou até mesmo potenciais falhas.

Isso elimina a incerteza associada à manutenção preventiva e evita falhas inesperadas, possibilitando intervenções proativas e a tomada de decisões mais assertivas na manutenção industrial.

Como consequência, o número de manutenções corretivas cai, tornando a estratégia de manutenção mais eficiente.

Internet das coias na Manutenção Industrial: Uma Revolução Tecnológica em Ação.

A Internet das coisas está trazendo uma revolução significativa para a manutenção industrial. Ao permitir a coleta de dados do funcionamento das máquinas, a IoT capacita as empresas a adotarem abordagens mais preditivas e eficientes na manutenção de seus equipamentos.

Além disso, investir em soluções IoT para a manutenção proporciona ganhos significativos para as empresas, melhorando a rentabilidade, escalabilidade e segurança.

Que monitorar seus equipamentos produtivos e obter o máximo de eficiência produtiva, reduzir o tempo de inatividade e o inventário de peças de reposição?

Então sua empresa deve implementar soluções de manutenção preditiva! Entre em contato com a Abecom hoje mesmo e descubra como podemos impulsionar o desempenho da sua operação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe um comentário

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Artigos mais lidos

Últimas Notícias

Categorias

Tags