logo-home-nova-2

Como aumentar a vida útil dos seus equipamentos?

como aumentar a vida útil dos equipamentos
Getting your Trinity Audio player ready...

Um fato já é realidade em muitas empresas que precisam aumentar a vida útil dos equipamentos: a manutenção preventiva não é suficiente para ter eficiência, confiabilidade ou garantia de disponibilidade das máquinas.

E isso tem uma explicação, só trocar uma peça com base nas horas de trabalho não impede que ela venha a falhar.

Sim, isso mesmo! A falha em um equipamento ou componente ainda pode existir se não for identificada a causa raiz. E mesmo que se saiba qual componente é a origem do problema, trocá-lo não garante que a máquina vá trabalhar sem o risco de parar.

O que fazer então?

Bom, é isso que nosso CEO e especialista em manutenção industrial, Rogério Rodrigues, vai abordar no artigo de hoje: como garantir a maior confiabilidade e vida útil dos equipamentos. 

Pronto para conferir?

Além da Manutenção Preventiva: Novas Abordagens para aumentar a vida útil dos equipamentos (Eficiência Global)

Nos últimos tempos, as técnicas de manutenção preventiva não são suficientes para aumentar a vida útil dos equipamentos. Isso porque atuar somente no efeito e ficar limitado às ações que se baseiam em horas de trabalho da máquina não gera melhores resultados.

Assim como também não considera a dinâmica do comportamento da máquina e dos eventuais aumentos de ritmo e carga de trabalho. Além disso, operadores não treinados ou que cometem erros geram impactos nos equipamentos.

Algumas práticas de manutenção são baseadas apenas nas recomendações dos fabricantes. De fato, são essenciais, mas podem não considerar as condições específicas de operação em diferentes ambientes ou indústrias.

Por isso, é necessário utilizar técnicas de manutenção que utilizem abordagens com métodos mais avançados e personalizados para aumentar a vida útil dos equipamentos, como:

RCM (Manutenção Centrada na Confiabilidade)

A RCM trata-se de uma abordagem sistemática para determinar os processos de manutenção industriais que são necessários para manter a confiabilidade e disponibilidade desejada de um sistema ou equipamento.

Engenharia de Confiabilidade

Trabalha com a previsão e prevenção para gerenciar altos níveis de incertezas. Desse modo, a engenharia de confiabilidade envolve o uso de estatísticas, análise de falhas e outros métodos que otimizam a vida útil e confiabilidade do equipamento.

Manutenção Prescritiva

É uma abordagem para a manutenção industrial que visa desenvolver análises específicas com base no monitoramento do funcionamento dos equipamentos. 

Assim, a manutenção prescritiva usa análise de dados e inteligência artificial para prever quando uma peça ou equipamento provavelmente falhará e recomendar ações proativas para evitar essa falha.

Sem dúvida, essas abordagens trazem maiores benefícios para as empresas que buscam eficiência e disponibilidade dos equipamentos. 

É para isso, é necessário implementar a Gestão de Ativos, visto que ela proporciona às empresas:

  • Aumentar a vida útil do equipamento;
  • Reduzir custos com reparos e substituições;
  • Maximizar a disponibilidade e eficiência dos equipamentos;
  • Minimizar paradas não planejadas, levando a operações mais estáveis e previsíveis;
  • Melhorar a segurança, reduzindo o risco de falhas inesperadas.

O que fazer para aumentar a vida útil dos equipamentos?

Existem estratégias e práticas para aumentar a vida útil dos equipamentos, garantindo que funcionem de forma eficiente por mais tempo, reduzindo a necessidade de substituições frequentes, além das indesejadas paradas não programadas. São elas:

1.º – Identificação de Sinais de Desgaste.

É de extrema importância identificar os sinais de problemas logo no início. Pois, ao reconhecer esses sinais em estágios iniciais é possível prevenir falhas maiores, prolongando a vida útil do equipamento.

2.º – A importância das inspeções e monitoramento.

Por meio de inspeções regulares e monitoramento contínuo dos equipamentos, as empresas podem identificar e lidar com problemas em tempo hábil antes que se tornem críticos e levem a falhas graves.

No processo de monitoramento, alguns critérios ajudam a entender com mais profundidade a situação de funcionamento de cada componente, visando aumentar a vida útil do equipamento, como:

  • Vibração;
  • Temperatura;
  • Alinhamento;
  • Balanceamento;
  • Rotação;
  • Lubrificação;
  • Consumo de energia.

Aqui vale destacar a importância do uso de ferramentas de manutenção preditiva para monitoramento da condição dos equipamentos.

Elas vão auxiliar as inspeções para prever falhas ou problemas em equipamentos antes que eles ocorram, permitindo que a manutenção seja realizada de forma proativa, evitando paradas não planejadas e reduzindo custos.

3.º – Treinamento e Capacitação: Uma Mudança Cultural Necessária.

Certamente, para que os equipamentos sejam mantidos adequadamente, os operadores e técnicos precisam estar capacitados com as melhores práticas e novas tecnologias.

Apesar de softwares de monitoramento online otimizarem o trabalho, eles não substituem a necessidade de uma equipe capacitada. Por isso, é crucial que os gestores promovam treinamentos constantes e eficientes. 

De modo a garantir que a equipe esteja atualizada e preparada para lidar com diversas situações. De fato, implica em uma mudança cultural em todos os níveis da empresa, buscando adotar uma mentalidade voltada para a manutenção proativa, ou seja, para uma manutenção antes que o problema ocorra.

4.º – Uso de Tecnologias e IoT na Manutenção Industrial

O uso da tecnologia é essencial para garantir que os equipamentos funcionem em sua plena capacidade. Sensores de monitoramento, dispositivos conectados em rede, softwares de manutenção, Big Data, Machine Learning; tudo isso são recursos que o IoT na manutenção proporciona para uma gestão eficiente.

Em vez de seguir um cronograma fixo, utilizar monitoramento em tempo real permite identificar os primeiros sinais de anomalias e determinar o momento para as intervenções.

Os dados coletados sobre o funcionamento das máquinas auxiliarão nas análises das falhas e permitirão elaborar melhor o PCM – planejamento e controle de manutenção

5.º – Gestão de Peças e Componentes

A escolha de componentes originais e de qualidade é um ponto essencial, pois prolonga significativamente a vida útil de um equipamento

Como também usar peças de fabricantes originais é um fator relevante, pois tendem a serem mais confiáveis e compatíveis com o equipamento. 

6.º – Análise da Causa Raiz e Antecipação de Problemas

A necessidade de uma abordagem proativa faz parte da mudança de mentalidade a ser adotada nas empresas. Isso porque ao invés de apenas reagir aos problemas quando ocorrem, é vital antecipá-los e preveni-los.

Bem como, é fundamental entender a causa de um problema. Assim, é possível implementar soluções mais eficazes e duradouras, evitando recorrências do mesmo problema.

7.º- Desenvolva um plano de manutenção estratégico 

Certamente, elaborar um plano de manutenção é uma boa prática para aumentar a vida útil dos equipamentos. Visto que a definição de ações estratégicas permite estabelecer uma rotina de manutenção eficiente.

Com isso, é possível aumentar a produtividade, além de aumentar a vida útil dos equipamentos e reduzir o desperdício de recursos.

8.º – Avalie regularmente as condições do ambiente

Sem dúvida, o ambiente de trabalho impacta diretamente no desgaste dos equipamentos, visto que cada um requer determinadas condições de uso. Por exemplo, resíduos e poeira aceleram o desgaste de máquinas sensíveis.

Portanto, é essencial consultar os manuais dos equipamentos para adaptar o ambiente conforme as especificações recomendadas. Não podendo esquecer da limpeza desse ambiente, de forma regular e eficiente.

9.º – Utilize ferramentas de montagem adequadas. 

As empresas que querem melhores resultados na manutenção de seus equipamentos não vão atingir os objetivos sem usar ferramentas adequadas

E aqui não estamos falando de alicates, chaves, martelos ou daqueles carrinhos de ferramentas. 

Estamos nos referindo às ferramentas de montagem que garantem melhor qualidade do serviço, reduzem o tempo gasto na manutenção e evitam que se danifique algum componente da máquina.

São os alinhadores a laser, extratores de polias hidráulicos, aquecedores indutivos, tensionadores de correia, etc.

10º – Fornecedores provedores de soluções

Na era da indústria 4.0 o fornecedor não pode ser visto mais como apenas o provedor de peças.

Para garantir que a vida útil dos equipamentos seja maior, os fornecedores precisam ser especialistas e provedores de soluções. Quem precisa entender sobre a aplicação das peças? A empresa que fornece ou quem a usa?

É claro que é quem fornece, quem usa deve ser especialista na sua produção, no seu processo e no seu negócio. 

Por isso, é imperativo que as indústrias entendam que absorver demandas sobre a engenharia de aplicação dos componentes das máquinas, tira o foco de sua atividade principal.

Além disso, demanda uma curva de aprendizagem e investimentos na formação de equipes especializadas. 

Fornecedores provedores de soluções podem atuar naquilo em que são especialistas e tirar demandas subjacentes para as empresas terem foco em seu negócio.

É isso que a ABECOM tem proposto nos últimos anos. Não apenas um distribuidor de componentes e ferramentas para manutenção industrial, mas uma empresa de conhecimento que busca atuar de forma a melhorar e aumentar a vida útil dos equipamentos.

Mais do que isso, garantir a confiabilidade e a disponibilidade das máquinas, melhores níveis de custos de manutenção, de modo que as empresas possam colocar sua atenção e esforços em seu negócio.

Conte com a ABECOM para melhorar a eficiência de seus equipamentos! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe um comentário

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Artigos mais lidos

Últimas Notícias

Categorias

Tags