ROLAMENTOS E SOLUÇÕES EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL
MATRIZ - SP: (11) 2797-1322 | SERVICE - SP: (11) 2902-1460
ROLAMENTOS E SOLUÇÕES EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL
MATRIZ - SP: (11) 2797-1322 | SERVICE - SP: (11) 2902-1460

Rolamentos SKF com sufixo CC e CA: quais as diferenças?

rolamento-cc-23160-c3-w33

Rolamentos SKF seguem um sistema de codificação com ou sem um ou mais prefixos e/ou sufixos, conhecido como Sistema básico de designação de rolamentos. Em rolamentos autocompensadores de rolos é possível encontrar os sufixos CC e CA. Mas o que eles significam?

As siglas CC e CA são muito utilizadas na engenharia elétrica para indicar corrente contínua (CC) e corrente alternada (CA), mas isso não tem nenhuma relação com o rolamento.

As letras CC e CA nos códigos dos rolamentos representam características do tipo de rolamento.

Destacamos que os códigos dos rolamentos SKF são formados por partes que permitem identificar características como:

Por isso é importante saber como as designações são compostas, pois os prefixos e sufixos identificam características do projeto ou componentes do rolamento.

codificação de um rolamento skf

Os prefixos são usados ​​principalmente para identificar componentes de um rolamento. Eles também podem identificar as variantes.

os sufixos identificam designs ou variantes que diferem de alguma forma do design original ou do design básico atual. Os sufixos são divididos em grupos:

  • Sufixo – Design interno
  • Sufixo – Design externo (vedações, ranhura do anel de retenção, etc.)
  • Sufixo – Design da gaiola
  • Sufixo – Materiais, tratamento térmico
  • Sufixo – Tolerância, folga, pré-carga, funcionamento silencioso
  • Sufixo – Conjuntos de rolamentos, rolamentos combinados
  • Sufixo – Estabilização
  • Sufixo – Lubrificação
  • Sufixo – Outras variantes

O que significa CC no final do código do rolamento?

Um rolamento SKF com as letras CC no final do seu código vai indicar uma característica do design interno do rolamento autocompensadores de rolos. Desse modo temos:

  • CC(J) e CJ indica que possui anel interno sem flange, anel-guia centrado no anel interno e duas gaiolas de aço estampado.
  • CCJA e EJA indica que possui anel interno sem flange, anel-guia centrado na pista do anel externo, duas gaiolas de aço estampado.

rolamento autocompensador de rolos sufixo CC

Há também algumas combinações complementares ao sufixo CC, por exemplo: 23024 CC/W33.

Aqui o sufixo complementar W33 tem relação com a lubrificação do rolamento. Ele indica que este tipo de rolamento possui um canal circular e três furos para lubrificação no anel externo.

rolamento com ranhura w33
rolamento com ranhura w33

Existem outros sufixos complementares para indicar alguma característica específica dos sistemas de lubrificação. Se você quiser saber mais, veja no final deste artigo a tabela completa do sistema de códigos dos rolamentos SKF.

O que significa CA no final do código do rolamento?

 

O código do rolamento com o sufixo CA vai indicar uma gaiola de latão usinada de duas peças do tipo pente, um anel interno com um flange de retenção em ambos os lados e um anel-guia flutuante centrado no anel interno.

rolamento autocompensador de rolos tipo CA

Os flanges do anel interno foram projetados para manter os rolos no lugar, ao desviar o rolamento durante a montagem ou manutenção e não são desenvolvidos para orientar os rolos ou acomodar carga axial.

Conforme prometido, abaixo você pode consultar a tabela completa com os sufixos complementares aos códigos dos rolamentos. Esperamos que este artigo tenha lhe ajudado a entender melhor o que são rolamentos com as letras CC e CA em seus códigos.

Caso tenha alguma dúvida, deixe nos comentários que um de nossos especialistas terá o prazer em responder.

Tabela de designação dos rolamentos SKF

Sufixos – Design interno
BC Rolamento para eixos principais de turbinas eólicas com gaiola de ferro fundido guiada por roletes (a menos que um dos sufixos de design da gaiola seja especificado)
CA, CAC Flanges de retenção no anel interno, anel-guia centrado no anel interno, gaiola de latão usinado (a menos que um dos sufixos de design da gaiola seja especificado)
CC(J), CJ Anel interno sem flange, anel-guia centrado no anel interno, duas gaiolas de aço estampado
CCJA, EJA Anel interno sem flange, anel-guia centrado na pista do anel externo, duas gaiolas de aço estampado
E Projeto interno otimizado para maior capacidade de carga
séries 213, 222 e 223: Anel interno sem flange e duas gaiolas em aço estampado. Canal circular e três furos para lubrificação no anel externo.
d ≤ 65 mm: Anel-guia centrado no anel interno
d > 65 mm: Anel-guia centrado na gaiola

 

Sufixos – Design externo (vedações, ranhura para anel de retenção, etc.)
-CS, -2CS Vedação de contato, em NBR, em um ou nos dois lados
-CS2, -2CS2 Vedação de contato, FKM, em um ou nos dois lados
-CS5, -2CS5 Vedação de contato, em HNBR, em um ou nos dois lados
-CS6, -2CS6 Vedação de contato, G-ECOPUR, em um ou nos dois lados
-RS, -2RS Vedação de contato, em NBR, em um ou nos dois lados
-RS5, -2RS5 Vedação de contato, em HNBR, em um ou nos dois lados
K Furo cônico; conicidade de 01:12
K30 Furo cônico; conicidade de 1:30

 

Sufixos – Design da gaiola
F Gaiola de aço usinado, centrada no anel interno
FA Gaiola de aço usinado, centrada no anel externo
J Gaiola de aço estampado, centrada no anel interno
JA Gaiola de aço estampado, centrada no anel externo
MA Gaiola de latão usinado centrada no anel externo

 

Sufixos – Materiais, tratamento térmico
235,220 Anel interno cementado com ranhura helicoidal no furo
HA3 Anel interno cementado

 

Sufixos – precisão, folga, pré-carga, giro silencioso
C08 Tolerâncias geométricas (tolerâncias de desvio e orientação) para a classe P5
C083 C08 + C3
C084 C08 + C4
C2 Folga interna radial menor que Normal
C3 Folga interna radial maior do que Normal
C3H Folga interna radial na metade superior da faixa C3
C4 Folga interna radial maior do que C3
C4L Folga interna radial na metade inferior da faixa C4
C5 Folga interna radial maior que C4
P5 Tolerâncias dimensionais e geométricas (tolerâncias de desvio e orientação) para a classe P5
P6 Tolerâncias dimensionais e geométricas (tolerâncias de desvio) para classe P6
P62 P6 + C2

 

Sufixo – Lubrificação
GEA8 Preenchido com 60 a 80% de graxa SKF LGEV 2
GEM9 Preenchido com 70 a 100% de graxa SKF LGHB 2
GLE Preenchido com 25 a 45% de graxa SKF LGWM 2
VT143 Preenchido com 25 a 45% de graxa SKF LGEP 2
VT143B Preenchido com 45 a 60% de graxa SKF LGEP 2
VT143C Preenchido com 70 a 100% de graxa SKF LGEP 2
W64 Solid Oil
W Sem canal circular e furos para lubrificação no anel externo
W20 Três furos para lubrificação no anel externo
W26 Seis furos para lubrificação no anel interno
W33 Canal circular e três furos para lubrificação no anel externo
W33X Canal circular e seis furos para lubrificação no anel externo
W77 Furos para lubrificação W33 tampados
W513 W26 + W33

 

Sufixos – Outras variantes
R505 Rolamento para caixas de mancal do eixo ferroviário
VA405 Rolamentos para aplicações vibratórias, gaiolas de aço estampado com superfície temperada
VA406 Igual a VA405, mas furo do anel interno cilíndrico revestido com PTFE
VA991 Rolamento para aplicações de alta velocidade
VA9B1 Rolamento para aplicações de fundição contínua
VE552(E) Anel externo com três furos roscados espaçados uniformemente em uma face lateral para acomodar o guincho de elevação. A letra E indica que os parafusos olhais apropriados são fornecidos com o rolamento.
VE553(E) Igual ao modelo VE552 (E), mas furos roscados nas duas faces laterais
VG114 Gaiolas de aço estampado com superfície temperada
VQ424 Tolerâncias geométricas (tolerâncias de desvio e orientação) mais rígidas que C08

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe um comentário

Artigos mais lidos

Últimas Notícias

Categorias

Tags