logo-home-nova-1.webp

Correias Sincronizadoras

correias2 300x217 1

O que são Correias Sincronizadoras?

As correias sincronizadoras são correias dentadas que transmitem força por meio do movimento sincronizado entre os dentes da correia e os dentes da polia.

A transmissão de torque ou potência por correia sincronizada é feita de modo que os dentes da correia não saltem dos canais da polia sincronizadora.

Como resultado a correia dentada ou correia sincronizadora se encaixa nos canais ou ranhuras da e promove uma velocidade angular constante sem deslizamento ou fluência.

No entanto, é necessário uma pré-carga mínima de tensionamento evitando que os dentes saltem no momento da partida ou quando a transmissão é interrompida.

As correias sincronizadoras são uma das mais usadas no mercado, e, além disso, possuem uma vantagem se comparadas com correias em V, por exemplo. Isso acontece, pois não há tanta necessidade de fazer a manutenção entre elas, já que são compostas de uma borracha forte e, portanto, mais resistente, dando mais durabilidade à vida útil das correias sincronizadoras.

A despeito do cuidado que se possa tomar com as correias em V, algum escorregamento sobre a polia ocorre, e é considerado normal. Num ambiente veicular, isto é suficientemente eficaz para movimentar alternadores, compressores de ar condicionado e compressores de direção hidráulica. Sinais provenientes do alternador têm precisão suficiente para uso como indicação da rotação do motor.

Por que usar correias sincronizadoras?

Embora a aplicação da correia sincronizadora, associadas às polias recortadas (em semelhança com engrenagens) já fosse conhecida, seu uso ganhou impulso nas décadas de 1.960 e 1.970.

Com o advento de motores a explosão com comando de válvulas no cabeçote: o problema de sincronizar o virabrequim com as válvulas foi resolvido inicialmente pelo uso de correntes.

Contudo, foram identificadas as correias sincronizadoras, mais leves, mais silenciosas, mais estáveis, menos sujeitas a desgaste, além de assegurarem menos folgas mecânicas.

Portanto, resultado preciso ajuste entre a correia e a polia. Menos custosas, caracterizam-se pela facilidade de montagem, facilidade de remoção e de substituição.

Considerando que uma correia sincronizadora ou correia dentada para um veículo deve durar sem danos cerca de 80.000 km, se for assumida uma média de velocidade de 60 km/h, e média de rotação de 3.000 RPM, essa correia deve ter durabilidade assegurada. De maneira geral 40 milhões de ciclos completos, operando a maior parte do tempo nas condições térmicas de um cofre de motor, ou cerca de 90ºC.

Sendo assim não devem apresentar, nem distensão de perímetro, nem deformação do denteado, perda de resistência longitudinal, fissuras, nada deve se manifestar antes desse prazo.

A correia sincronizadora é indicada quando se precisa de sincronia de tempo e distância. Como resultado, tem-se o funcionamento preciso.

Tipos de correia sincronizadora

  • Correia sincronizadora de BORRACHA SEM EMENDA
  • Correia sincronizadora de BORRACHA ABERTA
  • Correia sincronizadora POLIURETANO SEM EMENDA
  • Correia sincronizadora POLIURETANO ABERTA
correia sincronizadora de borracha fechada 150x150 1

Borracha Fechada

correia sincronizadora de borracha aberta 150x150 1

Borracha Aberta

correia sincronizadora de poliuretano fechada 150x150 1

Poliuretano Fechada

correia sincronizadora de poliuretano aberta 150x150 1

Poliuretano Aberta

Do que é feito uma correia sincronizadora?

componentes de uma correia sincronizadoraDe modo geral as correias sincronizadoras são feitas de borracha resistente (ou polímeros como poliuretano), tecido em Nylon e elemento de tração (cordonéis de fibra de vidro).

  1. O composto, à base de polímeros
  2. Cordonél, o elemento de tração
  3. Tecido, à base de poliamida

Como o seu uso se dá principalmente em aplicações de precisão, a qualidade da correia sincronizadora é um ponto importante.

Por isso, o fabricante da correia sincronizadora deve utilizar materiais com qualidade comprovada. Além disso, deve utilizar processos de fabricação controlados e capazes de produzir correias que não quebrem antes da hora.

Como medir uma correia sincronizadora?

Uma correia sincronizadora pode ser dimensionada das seguintes formas:

  1. Contando-se o número de dentes;
  2. Medindo-se a largura da correia;
  3. Calculando o comprimento com base na circunferência da correia (de preferência com uma fita);
  4. E medido o passo da correia (medida do centro de um dente até o outro);

correias sincronizadoras marcadas na sua lateralUma dica sobre correia de transmissão padronizada nos sistemas DIN ou ISSO. Todas devem ser marcadas na sua lateral com o nome do fabricante ou marca, pais de origem e código de comprimento ou sua referência padronizada.

Não receba sua correia dentada ou sincronizadora sem as informações acima. Principalmente se ela apresentar sinais de que o código foi raspado. Ou seja, deixando a correia sem identificação.

Aplicações das correias sincronizadoras

Equipamentos de precisão para aparelhagem científica

São equipamentos altamente automatizados: da recepção da amostra à operação de higienização, tudo é micro controlado e intertravado. A movimentação dos sensores, as verificações periódicas e o cumprimento de protocolos, sequências e requisitos, tudo depende de servomecanismos cuidadosamente sincronizados, repetitivos, duráveis.

Correias sincronizadoras cuidadosamente esticadas transferem movimentos pré-calculados, acionando bombas peristálticas e sensores predeterminados. Dessa forma, possibilitando gerar relatórios impressos para registro e documentação de procedimentos, garantindo conclusões de alta confiabilidade.

Processos químicos complexos podem depender do que é interpretado nesse tipo de exame. Eventualmente, tratamentos de saúde e prescrições podem depender do bom funcionamento do equipamento, do cumprimento de operações integral e suficientemente.

Soluções para transporte através de correia sincronizada

Dispositivos de automação são respostas às aplicações cujas demandas atingiram proporções muito acima da capacidade de processamento manual. O trânsito de encomendas é um destes setores.

Num mundo informatizado e de população constantemente em crescimento, reduz-se o trânsito de informação impressa, acentuando-se o trânsito de remessas (amostras, mercadorias, brindes, catálogos, passes, senhas e credenciais). Sistemas eletrônicos leem e identificam o destino das remessas, decidindo o(s) meio(s) de transporte que completará(ão) o trajeto, se envolve transporte local ou internacional, e a combinação modal que possibilite esse resultado.

Muito antes que o objeto deixe as instalações, um sistema mecanizado redireciona a mercadoria ao local onde se reunirá aos homólogos, preenchendo os volumes logísticos. Esteiras transportadoras incorporam servomecanismos de precisão, que abrem e fecham acessos à medida que a mercadoria se desloca.

A correia sincronizadora cumpre um papel importante nessa dinâmica. Ela garante o sincronismo e a precisão no funcionamento do sistema. 

Climatização

Instalações desenvolvidas visando conforto ambiental também demandam servomecanismos. Defletores dosam misturas de ar gelado, enquanto aquecedores secam o ar antes que este siga para a câmara onde finalmente alcançará a temperatura solicitada no console do sistema.

Exatidão na dosagem é a chave do desempenho: confiabilidade dos servomecanismos é a chave para a repetibilidade e estabilidade do processo.

Correias Continental ContiTech, Correias SKF e Correias Megadyne: você encontra na Abecom

Se você ficou interessado em adquirir sua Correia Sincronizadora, algum acessório ou ferramenta, não deixe de consultar nossos especialistas.

A Abecom é um distribuidor de correias sincronizadoras ContinentalSKF e Megadyne para diversos tipos de correias.  Nossa empresa é especialista em soluções para as indústrias, comercializando também rolamentos, mancais, entre outros produtos.

Somos fornecedores das melhores marcas de componentes e ferramentas de manutenção industrial, prezando sempre por alta qualidade. Nossos produtos ajudam na melhoria da produtividade e redução de custos de sua empresa.

Correias sincronizadoras catálogo

Máxima precisão, operação sem necessidade de manutenção e eficiência de até 99% – como distribuidor da linha completa de correias de transmissão, a Abecom oferece uma grande variedade de correias sincronizadoras feitas de borracha e poliuretano. Para garantir o cumprimento de todos os requisitos industriais, nosso catálogo contém uma grande variedade de elementos de transmissão síncronos. Vão desde correias para aplicações domésticas até correias sincronizadoras para trabalho pesado, substituição de correntes ou as condições ambientais mais extremas.

Designs especiais e diferentes do padrão estão disponíveis mediante pedido.